Orientações

99. IOGURTE X BEBIDA LÁCTEA.

O iogurte é um produto obtido através da fermentação do leite. Durante esse processo ele produz bactérias que são benéficas ao nosso organismo, principalmente para o nosso estômago.
Iogurte não é um simples leite que fermentou onde os lactobacilos se multiplicaram, é uma verdadeira fábrica de vitaminas de vital importância para a nossa saúde.

Em um centímetro cúbico de iogurte natural encontramos cerca de 600 a 800 milhões de lactobacilos, que são seres vivos invisíveis, em forma de flor. Ao ingerirmos iogurte os lactobacilos se reproduzem na temperatura ideal dos intestinos.

Para obter todos os seus benefícios o ideal é consumi-lo diariamente por no mínimo 20 dias.

O melhor iogurte é aquele natural, feito em casa, assim, você tem certeza que tem um produto livre de conservantes, aromatizantes, corantes, amido de milho, não é pasteurizado, e dessa forma não proporciona ganho de peso. Se quiser pode acrescentar frutas ao iogurte.

Muitas pessoas não gostam do seu sabor ácido, para neutralizá-lo, utilize uma pitada de noz picada, algumas uvas passa e mel no momento que for preparar para comer.

A bebida láctea em sua composição contém 51% de soro de leite, mais leite fermentado, e para adquirir a consistência de iogurte é acrescentado amido de milho.

Saiba que há bem pouco tempo o soro de leite contido na bebida láctea era dejeto da fabricação do queijo.

A bebida láctea não é indicada para pessoas que querem manter o peso, e para quem não quer ganhar peso.

Esse tipo de bebida não é possível fazer em casa, e ela pode ou não conter frutas.

Portanto, iogurte e bebida láctea são produtos distintos. Cuidado para não cair nessa armadilha.